Notícias | Em fotos, os 15 anos da Estação Espacial Internacional em órbita na Terra

 

Em fotos, os 15 anos da Estação Espacial Internacional em órbita na Terra

Notícias | Em fotos, os 15 anos da Estação Espacial Internacional em órbita na Terra.

 

Mantida por agências espaciais do mundo todo, laboratório já recebeu 211 astronautas em mais de 352 viagens

 

 

Onde você estava quando a ISS lançou seu primeiro módulo, em novembro de 1998? Alguns de nós assistiram ao lançamento; outros estavam na escola; e outros ainda nem sequer tinham nascido. É difícil acreditar que a Estação Espacial Internacional – o maior projeto de cooperação científica que existe – está comemorando seu 15º aniversário.

 

A primeira tripulação a morar na ISS chegou em 2 de novembro de 2000. Desde então, a Estação esteve continuamente ocupada por 13 anos. É, de longe, a presença humana contínua mais longa no espaço, e o único laboratório permanentemente sem peso.

 

Hoje, o grande laboratório em órbita inclui contribuições da NASA, ESA (Agência Espacial Europeia), Roscosmos, CSA-ASC (Agência Espacial Canadense) e JAXA (Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial). Incluindo a atual tripulação, 211 pessoas já visitaram e trabalharam na Estação em mais de 352 voos espaciais.

 

Para desejar à ISS um feliz aniversário, nós escolhemos os momentos mais bacanas de sua vida no espaço: seus primeiros habitantes, sua construção, e suas operações atuais.

 

Senadores aprovam partilha,distribuição de royalties do petróleo

Senadores aprovam partilha,distribuição de royalties do petróleo

BRASÍLIA (Reuters) – O Senado aprovou nas primeiras horas desta quinta-feira o projeto de lei que institui o sistema de partilha de produção de petróleo no Brasil e o Fundo Social. Os senadores também decidiram incluir uma emenda que autoriza a redistribuição dos royalties do petróleo para todos os Estados e municípios.

O governo era contra a inclusão do tema dos royalties no projeto. O relator da proposta, Romero Jucá (PMDB-RR), que também é líder do governo no Senado, levou ao plenário um texto que juntava partilha e Fundo Social, mas que excluía a questão dos royalties, que seria analisada posteriormente.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS), no entanto, apresentou uma emenda ao texto principal retomando a idéia que tinha sido aprovada na Câmara dos Deputados, de distribuição igualitária dos royalties entre todos os entes da Federação.

Os senadores aprovaram o texto base formulado por Jucá por 38 votos favoráveis e 31 contrários, e a emenda Simon passou com 41 votos a favor e 28 contra.

A emenda estipula ainda que os royalties que deverão ser redistribuídos valem também para as áreas que já foram licitadas pelo governo, o que poderá gerar perdas bilionárias para os principais Estados produtores, como Rio de Janeiro e Espírito Santos.

Senadores desses Estados ameaçaram questionar a constitucionalidade da mudança.

“O Rio de Janeiro sofreu a maior agressão da história. O Estado e os municípios do Rio perdem 10 bilhões de reais. É o caos”, disse o senador Francisco Dornelles (PP-RJ
“A expectativa é que Lula vete, mas o Espírito Santo já vai entrar com uma ação de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal)”, disse o senador Renato Casagrande (PSB-ES).

O líder do governo afirmou que o presidente Lula deverá vetar a proposta se ela for mantida em nova votação na Câmara (o texto terá de voltar à análise dos deputados devido às alterações feitas no Senado).

“Um projeto mal feito, onde a União terá que arcar com prejuízos de Estados e municípios produtores, o governo veta”, disse Jucá.

O senador Pedro Simon, em pronunciamento no Senado defendendo a emenda, disse que ela parcialmente corrigiria a distorção que segundo ele existe na distribuição dos recursos no Brasil.

“O que se achou, de certa forma, é que esse projeto poderia fazer um ajuste tributário de uma distribuição estúpida”, disse Simon. “Estaremos fazendo, pela primeira vez, uma justiça distributiva. Pela primeira vez a União vai abrir um pouco a mão”, acrescentou.

(Reportagem adicional de Marcelo Teixeira, em São Paulo)
Noticias em tempo real 24h.