Petrobras observa ajustes nos preços dos combustíveis para combater os importadores

Petrobras observa ajustes nos preços dos combustíveis para combater os importadores

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Petrobras, empresa estatal de petróleo controlada pelo Estado, poderia fazer mais ajustes em sua política de preços de combustível como forma de melhor combater os importadores de combustíveis por participação de mercado, afirmou na sexta-feira seu gerente executivo de vendas de combustível.
Guilherme Franca disse à Reuters em uma entrevista que a empresa continua comprometida com a política de preços de combustível de acompanhar de perto os movimentos de preços internacionais, mas acrescentou que a empresa continuará ajustando os parâmetros utilizados para calcular o preço da paridade internacional.

O Petroleo Brasileiro SA começou a seguir os preços internacionais do petróleo em outubro de 2016, mas em junho mudou a freqüência de suas mudanças de preços quase que diariamente como forma de enfrentar melhor a concorrência dos importadores.

A empresa, que controla quase 100 por cento da refinação no Brasil, perdeu participação no mercado de vendas de combustível, algo que está prejudicando seus resultados.

“Estamos aprendendo todos os dias novas maneiras de operar sob essas novas dinâmicas. Todo mundo está buscando alternativas para maximizar os resultados “, disse ele.

Na semana passada, a Petrobras mudou seu cálculo de paridade para o diesel, dizendo que os importadores conseguiram reduzir custos com algumas mudanças de logística que não foram contabilizadas pela Petrobras quando define o preço pelo qual vende diesel. Com a mudança, a Petrobras reduziu os preços do diesel na refinaria em 5,7%.

A empresa também viu um aumento na demanda de etanol recentemente, devido aos preços mais baixos para o biocombustível em comparação com a gasolina, que aumentou no preço este ano após um aumento de impostos pelo governo e preços mais altos do petróleo.

As importações brasileiras de diesel subiram 61% em 2017 até outubro. As vendas de diesel da Petrobras caíram 10% no terceiro trimestre, reduzindo sua participação de mercado para 72%.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s