Avaliação negativa do governo Dilma vai a 69% em setembro » Brasil

Avaliação negativa do governo Dilma vai a 69% em setembro
A rejeição à presidente Dilma Rousseff oscilou no fim de setembro num quadro de recessão econômica e crise política, com a pesquisa CNI/Ibope mostrando nesta quarta-feira que a avaliação ruim/péssima do governo foi a 69 por cento, ante 68 por cento no fim de junho.

Fonte: Avaliação negativa do governo Dilma vai a 69% em setembro » Brasil


A pesquisa, contratada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou ainda que 10 por cento avaliam o governo como ótimo ou bom, ante 9 por cento três meses antes.

A desaprovação da maneira de governar da presidente oscilou para baixo, passando a 82 por cento, ante 83 por cento.

Levy defende ajuste fiscal para juros voltarem a cair » Brasil

Levy defende ajuste fiscal para juros voltarem a cair
SÃO PAULO (Reuters) – O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, defendeu nesta terça-feira o ajuste fiscal em curso como a condição para os juros voltarem a cair, o crédito voltar a crescer de forma mais consistente e colocar o país em roda de expansão novamente.

“Na hora que esse risco (fiscal) é retirado, a economia relaxa, todo mundo quer ver a taxa de juros cair. Não há dúvida nenhuma: enquanto não acertar o fiscal, é muito difícil a taxa de juros cair”, disse Levy durante evento em São Paulo, acrescentando ainda que há a necessidade de o país já tocar reformas estruturais para garantir a oferta quando a demanda voltar a crescer.

O governo preparou diversas medidas de ajustes fiscais, sobretudo mirando 2016, com cortes de gastos e aumentos de impostos para tentar garantir superávit primário em meio à economia em recessão e inflação elevada. Hoje, a taxa básica de juros no Brasil está em 14,25 por cento ao ano, uma das mais altas do mundo.

“O ajuste (fiscal) não existe pelo ajuste. Não adianta tentar criar cisão em volta do ajuste. Ele é um elemento de uma estratégia muito clara”, afirmou ele.

Nessa estratégia, estão as reformas estruturais, como a da Previdência, que servirão para dar suporte para o crescimento da economia. Levy disse ainda que é preciso dar atenção para a oferta na economia. “Se as empresas não tiverem capacidade para responder à nova demanda, teremos inflação”, afirmou ele.

“Temos dificuldades e incertezas, mas o maior risco é a procura por soluções fáceis”, disse o ministro.

Levy também disse que a Petrobras está tomando as medidas certas, com corte de despesas e realismo.

Do lado externo, Levy citou as incertezas com China e o ajuste na política monetária nos Estados Unidos, mas argumentou que o Brasil está preparado para enfrentar esses cenários.

“Combinação de choques externos e incerteza política tem custo alto”, afirmou ele.

(Reportagem de Marcelo Teixeira; Texto de Patrícia Duarte)

Fonte: Levy defende ajuste fiscal para juros voltarem a cair » Brasil

Putin e Obama discutiram compartilhamento de informações

Putin e Obama discutiram compartilhamento de informações sobre Síria, diz Kremlin
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversaram sobre o compartilhamento de informações a respeito da crise na Síria quando se encontraram em Nova York na segunda-feira, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, nesta terça.

Peskov disse que um centro de informações está sendo estabelecido em Bagdá para compartilhamento de dados entre Rússia, Irã, Iraque e Síria. A Rússia também aceitou um mecanismo de tal tipo separado com Israel.

Fonte: Putin e Obama discutiram compartilhamento de informações

Confusão durante peregrinação a Meca mata centenas na Arábia Saudita

Confusão durante peregrinação a Meca mata centenas na Arábia Saudita</h2>
Centenas de pessoas morreram após uma confusão durante a peregrinação anual a Meca, na Arábia Saudita, nesta quinta-feira (24), informou a Defesa Civil saudita, de acordo com as agências internacionais de notícias.
O balanço mais recente de mortos é de 717 pessoas, segundo o órgão, e ainda deve aumentar.
Pelo menos 805 pessoas ficaram feridas, segundo a Reuters. Não há registro de vítimas brasile

Fonte: Confusão durante peregrinação a Meca mata centenas na Arábia Saudita