Brinquedo com substância tóxica recolhido em 3 países

Brinquedo com substância tóxica recolhido em 3 países é vendido no Brasil
Bindeez foi recolhido na Austrália, Canadá e EUA, onde é vendido com nome de Aqua Dots.Substância tóxica é a mesma usada no golpe ‘boa noite, Cinderela’ e pode causar coma.


Reprodução
Bindeez, que é vendido no Brasil (Foto: Reprodução)
O brinquedo Bindeez, que acaba de sofrer recall na Austrália, EUA e Canadá por conter substâncias tóxicas, é vendido em grandes redes de lojas no Brasil. O brinquedo foi recolhido nos três países porque suas partes, quando engolidas, se transformam em uma substância similar ao GHB (ácido gama-hidroxibutírico), droga conhecida como “ecstasy líquido”, usada no golpe “boa noite, Cinderela”.

Saiba mais sobre os efeitos da droga no cérebro

A empresa responsável pela importação dos brinquedos no Brasil, a Long Jump, de São Paulo, informou ao G1 que ainda está fazendo levantamento de quantas peças foram distribuídas no mercado nacional. Segundo o departamento de marketing da Long Jump, advogados da empresa estavam reunidos na manhã desta quinta-feira (8) para avaliar que medidas deveriam ser adotadas em relação aos consumidores, distribuidores e junto à fábrica chinesa que produz o brinquedo.
Saiba mais
» Mattel anuncia recall de 155 mil brinquedos
» Substância que pode surgir em brinquedo tem efeito potente sobre o cérebro
» Mattel anuncia novo ‘recall’ de brinquedos no Reino Unido
A substância tóxica do Bindeez pode causar euforia se ingerida em pequenas doses, mas, em maior quantidade, causa depressão e pode levar ao estado de coma. Foi o que aconteceu com duas crianças na Austrália, hospitalizadas após ingerirem as pequenas bolinhas que compõem o Bindeez.

No Brasil
No Brasil, o produto é vendido em grandes redes, como Lojas Americanas. O G1 entrou em contato com a empresa para saber se o brinquedo seria recolhido das prateleiras. Segundo a assessoria de imprensa das Lojas Americanas, a empresa ainda não tinha sido notificada do problema.

O diretor de qualidade do Inmetro, Alfredo Lobo, recomenda que, por precaução, os pais não deixem suas crianças brincarem produto.

Inmetro recomenda que pais recolham brinquedos
“Estamos mapeando o problema, mas parece que o brinquedo estava regularizado. Precisamos averiguar se houve falha na certificação ou se a substância que causou o recall nos EUA não está prevista no regulamento do Mercosul, adotado pelo Brasil”, explica o diretor.

Austrália e EUA
Por precaução, as autoridades australianas mandaram recolher o brinquedo das lojas do país para averiguações. O Bindeez havia sido eleito na Austrália como “brinquedo do ano”. Nos EUA, o Bindeez era vendido com o nomea Aqua Dots. Devido ao problema na Austrália, cerca de 4 milhões de unidades do brinquedo “Aqua Dots” sofreram recall nos EUA nesta quarta-feira. “Os consumidores devem tirar o brinquedo das crianças imediatamente”, informou a Comissão de Segurança de Produtos ao Consumidor americana, no aviso oficial de recall.

» escreva o seu comentário» leia todos os comentários (19)
Américo Del Corto Júnior08/11/200715h04
A questão é séria por demais. Acredito que faltam detalhes. A substância foi identificada é uma certeza. Porém, quais os motivos de sua presença? Uma resultante dos processos de fabricação ou alguma prática efetivamente criminosa. Lamentavelmente alguns ironisam a situação. Sejamos mais sérios
Moisés Viana08/11/200713h08
Esse discurso de divulgação científica é interessante ser analisado. Ele tem um contexto uma condição de produção. Sua característica é ser isolada, sem conexões, encomendados pelas indústrias. A ideologia inserida na produção científica e no seu discurso é perversa, mercadológica e deve ser questio
que ótimo 08/11/200713h06
deve tar mais barato que extasyele vai ser retirado então deve estar na promoção vou correndo buscar o meu !!!!!!!!!
» leia todos os comentários (19)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s