O locutor mais famoso da TV brasileira comenta os sites

O locutor mais famoso da TV brasileira comenta os sites, vídeos e …Link – São Paulo,SP,BrazilQue comenta, pela primeira vez, sua polêmica relação com a internet –são inúmeros sites, comunidades, vídeos e até games que, sempre àscustas do locutor, …

Bem, amigos do Link! Voltamos, agora em definitivo para curtir juntos, em todas as suas emoções, mais um Vida Digital! É… Haja coração! Hoje, nosso entrevistado é ninguém menos do que ele, Galvão Bueno! Que comenta, pela primeira vez, sua polêmica relação com a internet – são inúmeros sites, comunidades, vídeos e até games que, sempre às custas do locutor, fazem a alegria da web. É, amigo, teste pra cardíaco!Galvão começa a entrevista, como ele mesmo costuma dizer, estudando o “adversário” e tenta mostrar boa vontade com o mundo digital. Conta que o site do programa Bem, Amigos!, sua mesa-redonda no canal SporTV, agora tem uma sala de bate-papo. Além de fazer perguntas para os entrevistados, o amigo internauta pode acessar uma câmera exclusiva.Bem legal. Só que, em se tratando de Galvão Bueno e internet, sempre há um risco: será que esse chat não fica cheio de engraçadinhos, todos querendo gozar o narrador esportivo mais famoso do Brasil? Ele jura que não: “Olha, eu não acompanho o tempo inteiro porque estou apresentando o programa. Mas o resultado tem sido espetacular. É porque o futebol mexe com as pessoas.”Verdade. E outra coisa que mexe com as pessoas, na internet, são os vídeos do megaportal YouTube. Onde, claro, Galvão é um hit: há centenas de clipes com sua participação, bem como diversas paródias (veja abaixo os maiores sucessos).Primeiro, ele desconversa e diz que nunca acessou o YouTube. Mas aí pergunto sobre o vídeo mais popular de todos: em que Galvão, sem saber que está sendo gravado, faz declarações impagáveis sobre o comentarista Pelé. Aí a coisa muda de figura, amigo!“Ou as pessoas não entenderam direito ou houve alguma edição. Porque eu não briguei com o Pelé em momento algum. Eu fiz uma brincadeira”, defende-se. Ele não compreende tanto interesse no vídeo: “Isso é coisa antiga, já tem 13 anos (foi na Copa de 94). Tá na moda agora?”, pergunta.Está sim, Galvão: até a conclusão desta edição, o fatídico clipe já tinha mais de 177 mil acessos. Como também continuam bombando, claro, os sites e as discussões no Orkut relacionadas ao narrador.Com os sites, como o engraçadíssimo Eu Odeio o Galvão Bueno (veja abaixo), ele não está nem aí – “todo mundo tem o direito de me odiar, se quiser”.Já com o Orkut, onde há inúmeros sósias e mais de 700 comunidades dedicadas a ele, Galvão deixa transparecer certa mágoa. “Esse é um problema. Não tenho (perfil) lá. Todos são falsos. Disso eu não gosto.”“Para mim, a internet é um instrumento de informação. Quando volto de um jogo, vou para o hotel dormir. Não sou viciado, não sou de ficar jogando.”Galvão não é de jogar, mas já foi ‘homenageado’ em alguns games. Ele mesmo conta: “Eu vi um que é muito engraçado. O meu filho pequeno, que tem 6 anos, viu o jogo do Brasil e foi para o hotel. Quando cheguei, a moça do hotel estava morrendo de rir. O meu filho estava jogando um joguinho que se chama Cala a Boca Galvão.”Cala a Boca Galvão? “É igual àqueles parquinhos de diversões, em que o patinho fica passando e o cara atira”, explica. “Então fico passando eu, com os fones de ouvido. E (o jogador) atira um esparadrapo. Se acertar na boca, acertou. Aí meu filho falou: ô pai, já fiz você calar a boca cinco vezes!” Boa, Galvãozinho!O JOGO É DRAMÁTICO!Falando em games, o Link levou o maior de todos para mostrar ao Galvão: é o já famoso Winning Eleven Galvão Edition, uma versão do clássico de futebol para PlayStation 2. Só que, em vez da narração japonesa, entram as vozes de Galvão e do comentarista Arnaldo César Coelho.Os assessores de Galvão ficam apreensivos. Um deles pergunta “se é sacanagem”, e outro insiste: “não é pejorativo”? Alguns minutos depois, o PlayStation 2 está instalado no camarim da TV Globo. Galvão desconfia: “Deve ter alguma sacanagem. Mas vamos lá”. A essa altura, Falcão e Arnaldo já chegaram ao camarim. Galvão começa a mostrar certo interesse. “Tem o Arnaldo (no jogo) também? É legal?”Basta dar o pontapé inicial e o narrador digital, no PS2, já solta uma pérola: “Tem que ir pra cima, botar a bola no chão!”. Chego à linha de fundo, aos três minutos de jogo, e ele grita: “O jogo é dramático!”. Só faltou mesmo dizer “Rrronaldinho!”Aí Galvão, o da vida real, não acha muita graça: “Isso é pirataria. Uso indevido da minha imagem”. E é mesmo. Mas é bem divertido. Ele diz que, “se a Globo concordasse”, toparia narrar um game – no Brasil, o narrador Milton Leite já participou da série FIFA. Então um Galvão “oficial” pode ser questão de tempo. Ééééé…. do Brasil!Leia mais: Galvão Bueno digital

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s